Fique por dentro

Notícias de mercado, dicas, matérias e muitos outros assuntos relacionados a construção, decoração e reforma.

Arquivo de "2017/02"

Vintage.jpg

Estilo vintage: conheça e entenda como usá-lo na sua casa


Vintage.jpg

Você conhece o estilo vintage? Provavelmente, você já tenha ouvido falar ou até mesmo acredite ser algo parecido com o retrô, certo?

No entanto, esses estilos são bem diferentes. Ao contrário do retrô, o vintage é realmente uma decoração antiga, sem adaptações para algo moderno. Elementos presentes nas décadas de 20 e 30 compõem a sua maravilhosa decoração.

No post de hoje, conheceremos mais sobre esse estilo marcante e de personalidade que vai transformar qualquer ambiente em um lugar luxuoso e de bom gosto. Continue a leitura!

Como surgiu o Vintage?

Durante a segunda Guerra Mundial, as casas eram decoradas com crochê e patchwork. As peças eram feitas à mão e bem valorizadas por isso.

Tudo o que compunha a decoração nas décadas de 20 a 60 passou a ser o estilo vintage de hoje. Vintage quer dizer “vinho do porto”, dando a ideia de que, quanto mais antigo, melhor.

Quais são os tipos de móveis utilizados?

O Vintage pode ser criado de várias formas: no modo de vestir, na decoração da casa ou de escritórios. Se o foco for o aconchego do seu lar, saiba quais móveis darão aquele toque especial dos anos 30.

Dê preferência a móveis clássicos com os cantos arredondados. Faça uma busca em antiquários, pois lá você encontrará ótimas peças.

Relógios, máquinas antigas de costura, vitrolas e cadeiras de balanço são boas opções.

Quais objetos têm a cara do estilo?

Elementos com ar nostálgico são ideais para compor o estilo vintage. Se você conseguir peças antigas que possuam história de família, melhor ainda!

Gaiolas, bicicletas, arranjos de flores em garrafinhas — tudo isso compõe bem a decoração. Na cozinha, por exemplo, use guardanapos de tecido, xícaras e bules de porcelana. Tudo que traga essa época antiga de volta.

Quais as cores mais exploradas pelo Vintage?

Um ponto que faz a diferença entre o Vintage e o “velho” são as cores usadas. Elas vão do claro e romântico ao vivo e forte em cada ambiente.

Combine a peça exatamente como era na década escolhida com algumas dessas paletas: Azul Tiffany, paleta em tons de Marsala, paleta Glacier Gray, paletas em cores tangerinas, paletas em cores românticas.

Essas são opções que trazem harmonia ao estilo vintage. O vermelho também é comumente usado em várias peças, dentre elas, alguns eletrodomésticos de cozinha, como batedeiras e liquidificadores.

Qual estampa é mais usada?

Todas são permitidas, porém, atente-se para escolher uma década. Se você encontrou algum papel de parede floral que deseja usar, seria de bom tom usar as estampas para outros ambientes também da mesma década.

São esses detalhes que tornarão o ambiente harmonioso à medida que as peças vão se juntando.

Por fim, permita que sua criatividade traga ótimas ideias dessa época. Faça suas escolhas de forma que elas contem um pouco mais sobre você. Afinal, o estilo vintage não consiste apenas em deixar o local mais harmonioso, mas, sim, é a união entre histórias antigas com a sua personalidade.

Fonte:https://blog.casashow.com.br

Quarto.jpg

Reformar o quarto: o que fazer gastando pouco?


Quarto.jpg

Quando chega o início de um novo ano, logo queremos mudar algumas coisas para renovar os ares e trazer ideias novas para nossas vidas e também para os ambientes em que estamos.

Reformar o quarto é um opção incrível, já que ele mostra o que temos de mais singular: nossos gostos, jeitos e estilos.

Mas nem sempre essa repaginada no visual parece possível. Temos a impressão de que, para reformar, é preciso investir muito tempo, dinheiro e disposição.

Se esse é o seu receio, fique tranquilo! Existem várias formas de alterar o status para “reformando meu quarto” gastando pouco.

Pensando nisso, separamos algumas ideias simples de reformas para você aproveitar esse momento de início do ciclo de 2017. Quer saber quais são? Então, continue a leitura e confira nossas dicas!

Pinte as paredes - Paredes novas criam um aspecto de tudo novo. Para isso, escolha uma nova paleta de cores para o seu quarto com a ajuda da ferramenta Adobe Color. Ela é gratuita e cria paletas a partir de fotos. Que tal personalizar as cores de acordo um um momento especial que viveu? Mãos à obra!

Desenhe - Manda bem nas artes manuais ou quer ter um ambiente único e personalizado? Desenhe! Risque na parede suas estampas favoritas, escreva frases, pinte personagens ou qualquer outra ideia que surgir a partir da sua criatividade.

Aplique tecidos - Certamente você já viu paredes estampadas com tecidos, mas você pode ampliar o horizonte e forrar móveis com o material. A peça fica nova, cheia de vida e muito diferente.

Trabalhe bem os móveis -|Por falar em móveis, além do tecido, você pode fazer outras reformas. Pinturas mais simples e trocas de lugar já são boas alternativas para a reforma do quarto sem gastar muito.
Renove a roupa de cama

Seu espaço de descanso merece uma dedicação também. Se o orçamento permitir, trocar toda a roupa de cama deixa tudo mais bonito, com cara de novo e tem um custo-benefício que vale a pena.

Caso você prefira algo mais artesanal e ainda mais barato, compre tecido ou reaproveite o que você tem em casa e crie capas novas para travesseiros e almofadas. O resultado fica lindo, aconchegante e especial.

Use materiais reaproveitados -
Pallets e madeira de demolição estão em alta. Você pode construir bancadas, bancos, sofás e diversas outras peças incríveis com um tom rústico e, ainda assim, delicado. Além disso, outros benefícios são o baixo custo e a versatilidade para serem adaptados a diferentes espaços.

Aposte na iluminação - Luz é charme. Para aproveitar esse recurso, é simples: abuse nas trocas, na quantidade, nos formatos e nos locais a serem instalados. O limite é o seu gosto, o conforto visual e a harmonia com o restante da nova decoração.

Sabe os pisca-piscas natalinos que agora saem dos pinheiros para dentro das caixas? Não deixe isso ficar guardado não! Custo zero para dar um toque maravilhoso no seu cantinho.

Decore com arquivos pessoais - As suas fotos preferidas, cartinhas, cartões e recados que você guarda são elementos para personalizar a sua decoração sem custo. Crie um varal em uma parede de destaque e pendure essas lembranças.

Fonte: https://blog.casashow.com.br

Planta 01.jpg

Conheça 7 plantas que não precisam de sol


Planta 01.jpg

Trazer a natureza para dentro de casa usando algumas plantas na decoração não apenas purifica e refresca o ambiente, mas também o deixa bastante sofisticado. O problema é que nem sempre dispomos de um jardim ou de um espaço que receba muita luz solar.

Mas não se preocupe! No post de hoje, mostraremos 7 plantas que não precisam de sol — elas crescerão com o mínimo de incidência luminosa e deixarão sua casa muito mais convidativa. Vamos lá?
Trazer a natureza para dentro de casa usando algumas plantas na decoração não apenas purifica e refresca o ambiente, mas também o deixa bastante sofisticado. O problema é que nem sempre dispomos de um jardim ou de um espaço que receba muita luz solar.

Mas não se preocupe! No post de hoje, mostraremos 7 plantas que não precisam de sol — elas crescerão com o mínimo de incidência luminosa e deixarão sua casa muito mais convidativa. Vamos lá?

1. Zamioculcas - É uma planta nativa da África Oriental e é uma das mais comuns para quem não possui um espaço com muita luz solar. Ela possui uma folhagem verde-escura brilhante e exuberante, exigindo pouca manutenção.

Além disso, ela pode crescer a uma altura de aproximadamente 1 metro e purifica o ambiente da casa ou do escritório. As regas devem ser feitas somente quando o solo estiver bem seco, nunca o encharcando.

2. Samambaia Americana - É o tipo mais conhecido dentre as samambaias. Nativa dos trópicos, elas são graciosas e elevam a decoração a outro patamar. Sua folhagem é de um tom verde-claro e em formato de pena. Crescem rápido e podem atingir 1,5 metros, devendo, assim, ser penduradas em lugares altos.

Além de purificarem o ar, elas também liberam vapor d’água, trazendo umidade ao espaço. Por serem plantas tropicais, precisam de regas diárias e solo úmido.

3. Lírio-da-paz - Originário das Américas e do sudeste asiático, o Lírio-da-paz tem grandes folhas em tom verde-escuro brilhante e flores brancas. É uma planta bastante exótica e semelhante aos Antúrios. Pode chegar a uma altura de até 1,2 metros.

O Lírio-da-paz é bastante conhecido por reduzir o mofo e também absorver vapores de produtos químicos, como álcool e acetona. Deve ser regado uma vez na semana ou quando começar a ficar ligeiramente inclinado no vaso.

4. Violeta - Para quem gosta de flores na decoração, a Violeta é uma ótima aliada. Proveniente da Tanzânia, ela possui folhas verde-escuras em formato oval, com um toque aveludado. As flores são geralmente roxas, porém, existem em tons de azul, branco e rosa.
É uma planta interna muito amada devido à sua baixa altura (15 cm), que lhe permite se adaptar a espaços pequenos. Ainda, ela estimula a liberação de endorfinas, ajudando no relaxamento. Regue-a somente quando o solo estiver seco.

5. Espada-de-São-Jorge - Vem da África Ocidental e possui folhas longas, que crescem verticalmente em tons verde-escuros, claros e cinzas, com o aspecto de uma espada.
Pode crescer a uma altura de 90 centímetros e é ótima para quem tem uma rotina corrida, sem muito tempo para a jardinagem. Assim como as Violetas, as regas devem ser feitas somente quando o solo se apresentar seco, cerca de uma vez na semana.

6. Peperômia
- Possui mais de mil espécies diferentes, assim, dentre suas muitas aparências, você encontrará facilmente uma que combine com sua decoração. Comum na América tropical, ela possui folhas em formato de coração e flores que crescem verticalmente, como se fossem espetos.

A Peperômia pode chegar a ter 30 cm de altura e é reconhecida por retirar o formaldeído e outras toxinas do ar. Também só precisa de água quando o solo está seco.

7. Aspidistra - É uma planta de crescimento lento e que se adapta a praticamente qualquer condição. Tem sua origem no Japão e pode crescer até uma altura de 60 centímetros. Possui folhas grossas, longas e verdes, com pequenas flores roxas.

Também chamada de “Planta de Ferro”, ela recebe esse nome por suportar qualquer ambiente. Embora possa sobreviver sem água por dias, é aconselhável manter o solo úmido para um crescimento saudável.

Esperamos que esta lista lhe inspire a fazer do seu lar um jardim, pois como são facilmente cultivadas, não há desculpa para não ter uma casa mais verde.

Adicionar algumas plantas que não precisam de sol em sua casa pode, instantaneamente, levantar o astral do espaço e o seu também. Com algumas ferramentas de jardinagem, você consegue uma casa muito mais viva!

Fonte: https://blog.casashow.com.br

tinta.jpg

Como limpar as paredes sem danificar a tinta


tinta.jpg

O principal cuidado na hora de limpar paredes é para que a pintura não seja danificada. Desta forma, faça a limpeza o quanto antes, para que a sujeira não fique impregnada à tintura.

Quando a tinta for fosca ou de semi-brilho, umedeça a sujeira com uma esponja molhada e com um detergente neutro, e esfregue cuidadosamente. Após essa aplicação, utilize um pano úmido para retirar o que ainda restar.

Em paredes com tinta acrílica lavável, o procedimento é parecido, mas prepare uma solução com meio litro de água, 250ml de álcool e 50ml de detergente neutro. Aplique essa solução com uma esponja e faça movimentos circulares.

Já em paredes cuja tinta é à base de água, aplique o detergente neutro na sujeira e passe um pano com muito cuidado, retirando vagarosamente o excesso.

Mas, atenção: nenhuma limpeza é recomendada em paredes que tenham sido pintadas em menos de 30 dias, pois sua coloração pode ser afetada.

Fonte: http://www.portalsoin.com.br

luminaria.jpg

Conheça os diferentes tipos de luminárias para encantar sua casa


luminaria.jpg

Vamos começar direto ao ponto: a iluminação é uma das etapas mais importantes de um projeto de arquitetura. Mesmo que ela seja jogada ao segundo plano muitas vezes, é através dela que conseguimos valorizar os outros elementos e criar um conjunto decoração harmônico de acordo com o seu estilo. Chegou a hora de pensar nas luzes? Então continue a leitura pois vem dica boa por aí!

Para que a iluminação cumpra seu papel de destaque, é necessário dedicar certo tempo para escolher os locais e os tipos de luminárias que irão compor os ambientes. Existem as de teto, de mesa e as de piso, mas antes de escolher a forma, você deve decidir qual o tipo de iluminação que será melhor: luz direta ou indireta.

A primeira é explicada pelo próprio nome. A luz incide direto no plano desejado. Ideal para cantos de leitura ou de trabalho, a luz direta também é utilizada para focar e destacar objetos de decoração. Evite usá-la sobre superfícies espelhadas ou brilhantes para não criar pontos cansativos e que machuquem os olhos.

Por outro lado a luz indireta é mais uniforme e não direcionada, sendo suave e difusa. O foco de luz só aparece através da sua reflexão nas superfícies, proporcionando ambientes confortáveis.

Bem, agora que você já conhece as formas de luz que pode escolher para a sua decoração, vamos para os tipos de luminárias.

Luminárias de luz direta

De pé ou de mesa

Boas auxiliares de leitura, as luzes de pé podem ser usadas como objeto de decoração. Das mais simples às com design mais trabalhado, todas são ótimas para preencher espaços de forma bela e funcional.

Luminárias embutidas
Se você tem gesso no teto ou pé direito baixo, optar por luminárias embutidas será uma boa escolha. Aproveite o foco concentrado de luz que elas geram para valorizar elementos decorativos como quadros ou peças artísticas.

Luminárias pendentes
A iluminação pendente é muito utilizada sobre mesas ou bancadas em conjunto com utras formas de iluminação. Como elas chamam bastante atenção, escolha um modelo que esteja de acordo com a decoração do local e distribua de forma proporcional as outras luzes necessárias para chegar a iluminação ideal.

Luminárias de luz indireta

Arandelas
Crie um clima aconchegante com luminárias penduradas na parede, as arandelas. É possível escolher para qual direção a luz difusa será canalizada.

Plafons
O nome parece complicado, mas os Plafons são simples caixas de luz. Possuem diversas cores e tamanhos e são instalados no teto. Você pode aplicá-los em banheiros ou salas, deixando os cantinhos muito charmosos e suaves.

Lustres
Apesar do lustre ser uma luminária pendente, a forma como a luz é projetada através dele é difusa, em função de seus diversos detalhes, criando a sensação de luz indireta. Se você quer criar um ambiente encantador e sofisticado, não tenha medo de arriscar. A sua mesa de jantar vai ficar esplêndida com um lustre no centro.

Fonte: http://flashcuritiba.com

planta urbana.jpg

As melhores árvores para o ambiente urbano!


planta urbana.jpg

É fato! Além de lindas, as árvores trazem diversos benefícios para quem vive em ambiente urbano. Elas purificam o ar, diminuem os efeitos das altas temperaturas – que estão cada vez maiores! –, fazem sombras refrescantes e elevam a umidade. Por isso, tê-las em sua cidade é tão importante. Dica: Antes de investir no plantio, lembre-se de conversar com biólogo para verificar se o ambiente é propício para a espécie escolhida.

Floridas e únicas! A seguir, confira uma lista de árvores indicadas para arborização urbana.

Ipê amarelo e roxo - Esta árvore iluminada e repleta de flores é uma das sugestões mais delicadas. A espécie tem crescimento controlado – pode demorar bastante! – e chega a ter até 20 metros de altura. Outra dica para os apaixonados por cores é o ipê roxo, que pode alcançar 35 metros. Um mix de tons inesquecível!

Cássia - Com seus lindos cachos amarelos que contrastam com as folhas verdes, a cássia é a árvore adequada para quem deseja resultados rápidos – ela costuma ter crescimento acelerado e não ultrapassa os 8 metros de altura.

Pata-de-vaca - Com folhas semelhantes às patas de vaca, esta árvore é comum em diversos estados brasileiros. As suas flores, em tom fúcsia ou branco, embelezam ruas e jardins. Deve ser cultivada em ambientes com ótima drenagem, sendo necessário manter o controle contra pragas como as cochonilhas.

Manacá-da-Serra - É vista principalmente na região Sul e as suas flores em tom de rosa escuro oferecem beleza única ao ambiente. Esta árvore pode chegar aos 12 metros de altura e tem florescimento comum durante a primavera.

Fonte: http://www.jardimdasideias.com.br

O jornal certo para
quem constrói o futuro.

11 4029.2034
11 4098.4849
ID 978*32590

Ou envie para contato@jornalconstrucao.com.br

Região: Cabreúva, Indaiatuba, Itu, Porto Feliz, Salto, Jundiaí, Itupeva.
Classificados gratuítos exceto: pessoas jurídicas, prestação de serviços e cia.