Fique por dentro

Notícias de mercado, dicas, matérias e muitos outros assuntos relacionados a construção, decoração e reforma.

Arquivo de "2017/10"

01.jpg

Uma pequena reforma pode trazer grandes mudanças


01.jpg

Tudo começou com uma conversa em que minha cliente Priscilla demonstrou que não estava satisfeita com a área externa da sua casa, que desde que havia se mudado há dez anos nunca havia sido reformada.

A reforma sempre foi adiada pois ela achava que iria gastar muito. Mas o desejo de dar um UP, uma cara nova para o seu lar, era grande e com isso começamos a conversar, apesar de seu budget limitado.

Então aproveitei a conversa e fiz um levantamento das necessidades, para entender o que ela realmente desejava e qual era sua disponibilidade financeira real e após esta análise, apresentei o projeto.

Em meus projetos, procuro sempre seguir uma linha de sustentabilidade. Acredito que para dar cara nova a um espaço, você pode reaproveitar o que tem. Além de ser uma boa estratégia financeira, devido à crise que assola a todos, de quebra ajudamos a preservar o meio ambiente. Ou seja, dá para fazermos o que dá com o que temos hoje, e isso sempre trazer renovações e mudanças positivas.

Meu primeiro desafio foi organizar a casa juntamente com a minha cliente, pois ela guardava muitas coisas que não tinham utilidade no momento. Isso fazia com que a casa parecesse sempre "bagunçada", e olha que ela é uma excelente dona de casa.

Esse hábito de guardar tudo piorava muito a estética do ambiente e depois de organizar, e fazer uma "faxina", descartamos e doamos vários objetos, mas também durante o descarte pude notar que no ambiente haviam coisas que combinariam com a nova cara do local. Foi o caso dos vasos de barro, que estavam sem plantas, com terra seca e cheios de mofos...

Como era de desejo da cliente, procurei utilizar o espaço, mesmo que pequeno, para dar vida e cor para o quintal que estava esquecido. Foi sugerido então pintar a parede principal de cor azul, combinando com o cinza com toque azul do restante das paredes. Nessa parede azul colocamos vários vasos, e reutilizamos aqueles vasos que nós mesmas reformamos e aproveitamos para plantar novas espécies de plantas. Os pallets que estavam na parede, foram revitalizados e transformados num aconchegante banco com rodinhas.

02.jpg

Hoje este local é o espaço preferido da Priscilla, que ela escolheu para se conectar com a natureza, relaxar e também trabalhar. A reforma trouxe mais alegria e bem estar para todos os moradores da casa e ainda animou toda a família a organizar e decorar toda a casa.

Já a fachada da casa que estava com uma cor sem vida, sugeri que fosse pintada com um tom de cinza com leve toque de azul, além de estar na moda, deu um brilho para a entrada da casa e para dar mais sofisticação escolhi um vaso vermelho com pintura vietnamita maravilhoso, e nele plantamos a árvore da felicidade fêmea e macho, que além de deixar o ambiente um charme, traz mais energia positiva para o local.

Para que um designer de interiores ou arquiteto possa elaborar um bom projeto, ele precisa de bons fornecedores para que o projeto seja realizado com excelência. E eu não poderia deixar meus agradecimentos especiais para o Danilo Pimentel da Conceito Pinturas, que pintou as paredes e esquadrias e deixou-as novinhas em folha com sua mão de obra especializada e preço justo. E também para a Charleiny da Flora Hortus, que nos apresentou muitas opções de vasos e plantas de qualidade com excelentes preços e atendimento sensacional.

Se você também quer dar um UP na sua casa, apartamento, empresa ou jardim. Fale com a ViCa Design, aqui a gente realiza sonhos e desejos do tamanho seu bolso.

ciment 01.jpg

Artefatos de cimento: o que são?


ciment 02.jpgArtefatos de cimento são caracterizados como todo e qualquer material que utilize o cimento como agregado. Eles englobam diversos produtos: tubos de concreto para saneamento, pré-lajes, sacadas e escadas pré-fabricadas, mourões, blocos, telhas, lajotas e mobiliário urbano.

Essas peças podem ser usadas como objetos decorativos, como ladrilhos, bancos, chafarizes, molduras, entre outros; assim como em obras de portes maiores, nas vedações verticais e infraestrutura, por exemplo. Para construções menores os elementos mais utilizados são: blocos para alvenaria, pisos intertravados, aduelas, canaletas, caixas de passagem elétrica ou hidráulica, escadas, fossas sépticas, mourões, parapeitos, postes, vigotas maciças ou treliçadas, entre outros.

As vantagens dos artefatos de cimento são a agilidade na construção e a homogeneidade ao produto final, além da diminuição de desperdícios mais comuns. Também contribuem diretamente com o lado sustentável da obra e a resistência do projeto.

O peso e custo para transportar os materiais entram como desvantagens, que podem ser contornadas com uso de concreto leve e com fabricação e montagem das peças mais próximas ao canteiro de obras.

Fonte: http://blogaecweb.com.br/

pendentes.jpg

Pendentes: como escolher e instalar em cada cômodo


pendentes.jpg

A iluminação é uma das etapas mais importantes quando o assunto é decoração. E entre as tantas opções de acessórios disponíveis, como arandelas, spots de luz, lustres, um item pode ser o ideal para quem busca algo bonito e moderno para a decoração: os pendentes.

Eles estão disponíveis em vários estilos, cores e materiais, e podem dar personalidade a qualquer cômodo da casa. No entanto, alguns aspectos devem ser levados em conta na hora da escolha do pendente e de sua instalação.

Proporção

A proporção é um item fundamental na hora de escolher o seu pendente. Antes de tudo, é preciso avaliar a dimensão do acessório com os demais elementos presentes no cômodo.

Distância

Uma boa dica, para todos os ambientes, é deixar o pendente no mínimo a 20 centímetros do teto, ou ele pode perder o charme como foco especial de luz.

Veja mais distâncias que os objetos devem ter de móveis e chão, em cada cômodo:

Sala de estar

Nas salas de estar, os pendentes proporcionam luz direta e agradável, oferecendo focos especiais de luz.

Se for colocado em uma mesa de centro, os especialistas recomendam que o pendente fique entre 1.50 e 1.70 metros do móvel. Se for disposto em mesas laterais, diminua a distância para 30 ou 50 centímetros.

Importante: na mesa lateral, a circunferência do pendente não deve ser maior que o tamanho do tampo do móvel.

Sala de jantar

A altura deve variar entre 70 e 90 cm do tampo, para que o pendente não obstrua o campo de visão de ninguém. Você também pode balizar a altura da cúpula pela medida entre a base do pendente e o piso, que deve ter entre 1.40 metros e 1.50 metros.

Cozinha

Sobre a mesa de refeições, vale a mesma regra da sala de jantar. Se o pendente for para uma bancada ou balcão, deixe-o de 70 a 100 cm do móvel, criando focos de luz. Já se for uma bancada de trabalho, a luminária deve estar a 2 metros ou o mais alto possível.

Quarto

Os pendentes são ótimas opções para substituírem luminárias de mesa ou abajures sobre os criados-mudos, com a vantagem de liberarem o espaço do tampo. Posicione o pendente entre 30 e 50 cm acima do móvel.

Hall ou corredor

Em espaços sem móveis, a distância entre o corpo do pendente e o piso deve ter de 2 a 2.10 metros.

Mais dicas

– Dê preferência para pendentes com regulador para o fio, que dão mais flexibilidade na hora de instalar.

– Alguns pendentes tem a opção de regular a intensidade da luz. Caso a sua não tenha, um dimmer é uma ótima alternativa para você controlar a intensidade de acordo com a ocasião.

– Cuidado ao colocar luminárias em mesas com tampo de vidro ou espelho – nesses casos, prefira as que não difundam luz.

– Se for instalar mais de um pendente no mesmo lugar, atenção ao espaçamento entre as peças. O indicado é instalá-los de modo que não fiquem espaços escuros entre um pendente e outro.

Fonte: https://blog.casashow.com.br

caminhos.jpg

Ideias de caminhos para jardins


caminhos.jpg

Ter um jardim nos aproxima da natureza e traz, não somente qualidade de vida, mas também diversas possibilidades de criação no ambiente. A seguir, confira algumas ideias inspiradoras para desenvolver caminhos em seu espaço verde.

- Caminho de Pedras: por serem de fácil manutenção, são práticas e trazem um aspecto natural ao ambiente. Combinam perfeitamente com qualquer estilo de jardim. As opções são inúmeras, por isso, brinque com dimensões e formatos.

- Mosaico: para os amantes de arte e trabalhos manuais, recomendamos os mosaicos. Eles trazem vida, cor e movimento ao espaço. Aqui não tem regras, se divirta nos formatos, cores, dimensões e tamanhos.

- Madeira: com o seu material exclusivo, a madeira nos aproxima da natureza com delicadeza. Aqui podemos nos inspirar nos formatos redondos, dormentes, retangulares, decks e pallets - essa é uma ideia bacana para o reaproveitamento de materiais.

- Tijolos: com seu aspecto rustico, os tijolos deixam o ambiente fofo e delicado, combinando harmonicamente com plantas e flores coloridas.

fonte: www.jardimdasideias.com.br

O jornal certo para
quem constrói o futuro.

11 4029.2034
11 4098.4849
ID 978*32590

Ou envie para contato@jornalconstrucao.com.br

Região: Cabreúva, Indaiatuba, Itu, Porto Feliz, Salto, Jundiaí, Itupeva.
Classificados gratuítos exceto: pessoas jurídicas, prestação de serviços e cia.