Fique por dentro

Notícias de mercado, dicas, matérias e muitos outros assuntos relacionados a construção, decoração e reforma.

Mensagem

surfista.jpg

A Fábula do Surfista


surfista.jpg

Um surfista estava louco pelas ondas. A sensação de liberdade que elas proporcionavam sempre que estava sobre aquelas incríveis, violentas e absorventes manifestações da natureza nos mares bravos o encantava.

Entretanto, o surfista sabia perfeitamente que nem tudo era tão simples como lançar-se ao mar de cabeça e sem controle. Ele era consciente de que devia usar o cérebro para escolher a onda certa, caso contrário podia acabar em um hospital ou perdendo sua vida.

Além disso, o surfista se deixava levar por seu instinto e seu coração. Cada vez que uma onda se aproximava, ele sabia, de maneira natural, se era a que deveria subir ou não. Tamanha era sua experiência, convicção e confiança em si mesmo que tinha, em todo o momento, clareza para saber se era o momento ou não.

Sendo assim, sem pensar muito, o surfista foi para o mar. Era um dia em que o mar estava agitado e as ondas batiam com violência contra a praia. Ele sabia que era o momento, pois nem todos os dias encontram-se boas oportunidades para cavalgar nas costas da violenta e libertadora maré.

Esperando a onda
Uma vez que chegou à praia, o surfista não esperou muito para entrar no mar. Estava ansioso para subir na grande onda que lhe desse liberdade e felicidade. Só quando subia o mais alto possível ele se sentia, verdadeiramente, ele mesmo.

Entretanto, por mais bravo que estava o mar e por mais que as ondas batessem constantemente, ele não encontrava o momento certo de subir em nenhuma. As ondas passavam constantemente em frente a ele, mas sabia que não eram as suas. Não havia chegado o momento de se lançar na aventura, então ele esperou.

Chegou a grande onda

O surfista resolveu esperar. Olhava o panorama. Observava outros que, assim como ele, subiam nas ondas. Alguns desfrutavam e chegavam ilesos à costa. Outros experimentavam tombos em seqüência. Além disso, a paisagem era bonita e estonteante. Ele desfrutava aquela sensação de espera, porque sabia que o momento estava próximo.

E foi assim que chegou a grande onda. Ele a viu chegando de longe. Sabia que era o momento. Por fim, se aproximava o momento de subir nas costas do mar embravecido para ver a paisagem do alto, desfrutando, sentindo a felicidade e a sensação de estar onde queria estar. Instantes de autêntica grandeza.

O surfista se preparou e subiu na grande onda como nunca havia sido capaz antes. Subiu nas costas de sua agressiva companheira durante um pequeno trajeto da viagem. Ele a dominou e se deixou levar.

Desfrutou de cada instante em que ambos caminharam juntos durante aquela maravilhosa jornada para, finalmente, acabar nas margens da praia com um sorriso de felicidade no rosto.

Conclusão
Aquele surfista era feliz com seu esporte preferido. Havia cavalgado sobre a onda com grande prazer e, agora, dispunha-se a entrar novamente no mar e esperar a seguinte. Voltaria a começar, aguardando que chegasse o momento, mas com uma nova experiência em sua bagagem emocional. Cada vez mais sábio, paciente, e conhecedor do mundo que o rodeava.

Você percebeu que a fábula do surfista assemelha-se muito com a nossa própria existência? Quem tem as ferramentas necessárias para saber esperar e aproveitar as oportunidades será feliz e desfrutará das grandes coisas boas que a vida nos brinda.

Nada acontece antes porque você é impaciente. A sabedoria tem que ser nossa para escolhermos os momentos, os amigos, os amantes… só temos que esperar e correr em direção à onda correta.

(autor desconhecido)

Agindo com Bom Senso


Como você costuma buscar a solução para OS problemas que surgem na sua vida?

Reflitam...Talvez esta pergunta pareça tola, mas o assunto é de extrema importância quando desejamos corrigir o passo e evitar novos tropeços.
O que geralmente acontece, quando desejamos resolver algum problema, é fazer exatamente o caminho mais difícil.
No entanto, como o sucesso DA ação depende do meio utilizado ou DA estratégia criada para a solução, vale a pena pensar um pouco sobre nossa forma de agir.
Por vezes, nos movimentamos freneticamente para um lado e para o outro, e esquecemos de que movimentos desordenados não nos levarão a lugar nenhum.
Movimentar-se nem sempre significa agir com discernimento.
Comumente confundimos a urgência com a pressa, e atropelamos as coisas.
A situação pode exigir atitudes urgentes, o que não significa apressadas.
Quando agimos apressadamente, sem fazer uso DA razão, é mais fácil o equívoco. Quando agimos sob o domínio DA emoção, o resultado é quase sempre desastroso.
A emoção não é boa conselheira, quando se trata de resolver questões urgentes.
Um exemplo pode tornar mais fácil a nossa compreensão.
Se uma cobra venenosa nos morde e inocula seu veneno em nosso corpo, o que fazer?
Uns saem correndo atrás DA víbora para matá-la, e acabar de vez com o problema, numa atitude insana de vingança.
Seria essa a decisão acertada?
A movimentação só faria o veneno se espalhar rapidamente pela corrente sanguínea, piorando as coisas.
No entanto, a ação mais eficaz seria buscar ajuda o mais breve possível, para evitar danos maiores.
Mas nem sempre a Ira nos permite agir sensatamente.
Se uma pessoa nos ofende ou nos contraria frontalmente, geralmente revidamos ou mantemos o efeito do veneno durante dias, meses ou anos...
Ressentimento quer dizer sentir e voltar a sentir muitas vezes.
Quando isso acontece, a mágoa vai se tornando cada vez mais viva e mais intensa.
A ação mais acertada, neste caso, não seria tratar de eliminar o veneno de nossa intimidade?
Para tomar decisões lúcidas, é preciso fazer uso DA razão, e não se deixar levar pela emoção.
Quando a emoção governa nossas ações, geralmente o arrependimento surge logo em seguida.
Assim sendo, é importante pensar bem antes de agir para evitar que, em vez de solucionar OS problemas, OS compliquemos ainda mais.
Se, num momento crítico, a emoção nos tomar de assalto, é melhor sair de cena por alguns instantes, ou deixar que OS ânimos se acalmem, antes de qualquer atitude.
Quando agimos com calma, fazendo uso DA razão, é mais fácil encontrar soluções definitivas, em vez de piorar as coisas.

* * *
Lembre-se de que, em vez de correr atrás DA cobra que nos mordeu, é mais racional buscar a solução do problema.
Quando você estiver às voltas com um problema qualquer, lembre-se de que a solução ou a complicação dependerá DA sua ação.
Por isso, busque tomar a decisão mais favorável à resolução.
Lembre-se, ainda, de que a pressa nem sempre é boa conselheira e procure agir com sabedoria, que é sinal de bom senso.

Redação do Momento Espírita

mensagem.jpg

A diferença entre o importante e o urgente


mensagem.jpg

Numa aula de Filosofia, o Professor queria demonstrar um conceito aos seus alunos. Para tanto, ele pegou um vaso de boca larga e dentro colocou,

primeiramente, algumas pedras grandes. Então perguntou à classe:

- Está cheio?

Pelo que viam, o vaso estava repleto, por isso, os alunos juntos responderam:

- Sim!

O professor então pegou um balde de pedregulhos e virou dentro do vaso. Os pequenos pedregulhos se alojaram nos espaços entre as pedras grandes. Então, ele perguntou aos alunos:

- E agora, está cheio?

Desta vez, alguns estavam hesitantes, mas a maioria respondeu:

-Sim!

Continuando, o professor levantou uma lata de areia e começou a derramar a areia dentro do vaso. A areia preencheu os espaços entre as pedras e os pedregulhos. E, pela terceira vez, o professor perguntou:

- Então, está cheio?

Agora, a maioria dos alunos estava receosa, mas, novamente muitos responderam:

- Sim!

Finalmente, o professor pegou um jarro com água e despejou o líquido dentro do vaso. A água encharcou e saturou a areia. Neste ponto, o professor perguntou para a classe:

- Qual o objetivo desta demonstração?

Um jovem aluno levantou a mão e respondeu:

- Não importa quanto a "agenda" da vida de alguém esteja cheia, ele sempre conseguira "espremer" dentro, mais coisas!

- Não exatamente! Respondeu o professor. O ponto é o seguinte: A menos que você, em primeiro lugar, coloque as pedras grandes dentro do vaso, nunca mais conseguirá coloca-las lá dentro.

- Vamos! Experimente. Disse o professor ao aluno, entregando-lhe outro vaso igual ao primeiro, com a mesma quantidade de pedras grandes, de pedregulhos, de areia e de água.

O aluno, começou a experiência, colocando a água, depois a areia, depois os pedregulhos e por último, tentou colocar as pedras grandes. Verificou, surpreso, que elas não couberam no vaso. Ele já estava repleto com as coisas menores. Então, o professor explicou para o rapaz:

- As pedras grandes são as coisas realmente importantes de sua vida: seu crescimento pessoal e espiritual. Quando você dá prioridade a isso e mantém-se "aberto" para o novo, as demais coisas se ajustarão por si só: seus relacionamentos (família, amigos), suas obrigações (profissão, afazeres), seus bens e

direitos materiais e todas as demais coisas menores que completam a vida. Mas, se você preencher sua vida somente com as coisas pequenas, então aquelas que são realmente importantes, nunca terão espaço em sua vida.

Recomece. É uma boa sugestão. Esvazie seus vasos (mental, emocional) e comece a preenche-los com as pedras grandes. Ainda há tempo.

Faça Hoje, Não Amanhã


images (1).jpg

Diz o preguiçoso: "Amanhã farei."

Exclama o fraco: "Amanhã terei forças."
Assevera o delinqüente: "Amanhã regenero-me."
É imperioso reconhecer, porém, que a criatura,
adiando o esforço pessoal, não alcançou, ainda,
a noção real do tempo. Quem não aproveita
a bênção do dia vive distante da glória do século.

A alma sem coragem de avançar cem passos
não caminhará vinte mil.
O lavrador que perde a hora de semear
não consegue prever as conseqüências da procrastinação
do serviço a que se devota, porque,
entre uma hora e outra,
podem surgir impedimentos e lutas de indefinível duração.

Muita gente aguarda a morte para entrar numa boa vida.
Contudo a lei é clara quanto à destinação de cada um de nós.
Alcançaremos sempre os resultados a que nos propomos.

Se todas as aves possuem asas, nem todas
se ajustam à mesma tarefa nem planam no mesmo nível.
A andorinha voa na direção do clima primaveril,
mas o corvo, de modo geral, se consagra,
em qualquer tempo, aos detritos do chão.
Aquilo que o homem procura agora surpreenderá amanhã,
à frente dos olhos e em torno do coração.

Cuida, pois, de fazer, sem delonga,
quanto deve ser feito em benefício de tua própria felicidade,
porque o Amanhã será muito agradável
e benéfico somente para aquele que trabalha no bem,
que cresce no ideal superior
e que aperfeiçoa nas abençoadas horas de Hoje.

Chico Xavier

Luz em ti


Luz em ti.jpg

Há uma luz em cada uma de nós, essa luz é capaz de clarear a imensa escuridão, e contagiar quem estiver de coração aberto e abrir os que estiverem fechados...

Reflitam!!

É um tesouro inigualável, teu somente.
Ninguém dispõe dele em teu lugar.

Nas horas mais difíceis, podes gastá-lo sem preocupação.
Quando alguém te fira, é capaz de revelar-te a grandeza da alma, no brilho do perdão.

No momento em que os seres mais queridos porventura te abandonem, será parte luminosa de tua bênção.
Ante os irmãos infelizes, é o teu cartão de paz e simpatia.

Nos empreendimentos que te digam respeito ao próprio interesse, converte-se em passaporte para a aquisição das vantagens que desejes usufruir.
No relacionamento comum, transforma-se na chave para a formação das amizades fiéis.

Na essência, é um investimento, a teu próprio favor, que realizas sem o menor prejuízo.

Esse tesouro é o teu sorriso,
- luz de Deus em ti mesmo, -
que nenhuma circunstância pode extinguir

e que ninguém consegue arrebatar.

Nossa Vida Quando Decimos Mudar


A vida qdo decidimos mudar.jpg

Quantas vezes reclamamos da vida, das coisas. Pois bem, devemos parar para pensar que na maioria das vezes precisamos mudar muitas coisas em nossa vida, e essa mudança depende muitas vezes de nós.

Hoje trago uma mensagem que nos faz refletir sobre como a vida muda quando decidimos mudar.

Reflitam!!
Um dia, eu perdoei meu inimigo
e fui forte…

no outro eu pedi perdão
e fui grande.

Um dia, mostrei minhas razões
e fui eloqüente…

no outro, ouvi meu próximo
e fui humano.

Um dia, lutei pela minha causa
e fui bravo..

no outro, lutei pela causa alheia
e fui gente.

Um dia, batalhei pelo que queria
e fui perseverante…

no outro, dividi o pão
e fui rico!

Um dia, recebi aplausos
e fui admirado…

no outro, fiz o bem em silêncio
e os anjos me aplaudiram.

Um dia, usei a inteligência
e fui respeitado…

no outro, usei o coração
e fui amado!

Quando me dei conta minha vida mudou quando mudei minhas atitudes diante da vida e dos fatos.

É amigos!! Muitas vezes a mudança depende de nós e não enxergamos. Vamos refletir e ver o que precisamos melhorar para que sejamos um ser humano melhor para os outros e para nós mesmos.

Fonte: http://www.velhosabio.com.br/momentodereflexao/75/Nossa+vida+muda+quando+decidimos+mudar.html

O jornal certo para
quem constrói o futuro.

11 4029.2034
11 4098.4849
ID 978*32590

Ou envie para contato@jornalconstrucao.com.br

Região: Cabreúva, Indaiatuba, Itu, Porto Feliz, Salto, Jundiaí, Itupeva.
Classificados gratuítos exceto: pessoas jurídicas, prestação de serviços e cia.